© 2018 por E-Commerce Rocket

  • Black Facebook Icon
  • Preto Ícone Instagram

Aceleradora de E-Commerce

Palavras-chave: o que são e como vão alavancar seus resultados

O que faz um site ranquear? Um conteúdo aparecer na primeira página do Google? O que faz um e-commerce se destacar? São diversos os fatores, mas você vai descobrir o principal deles aqui neste blog.


As principais responsáveis pelo sucesso de um conteúdo são as famosas palavras-chave, que também estão presentes no anúncios no Google Ads e Facebook Ads e se usadas com estratégia podem alavancar os seus resultados e conversões.


O que são palavras-chaves?


As palavras-chave são a forma que as pessoas pesquisam nos buscadores para encontrar a solução de um problema. Por isso, elas fazem parte do SEO (Search Engine Optimization) e podem conter apenas um termo ou uma frase inteira.


Elas devem fazer parte do seu planejamento estratégico logo no ínicio, pois serão as responsáveis pelo sucesso ou fracasso da sua estratégia.


Mas por que preciso estar na primeira página do Google?


É simples, você costuma ir até a segunda página do buscador com qual regularidade? Você acredita que o melhor conteúdo está na primeira página, então não tem porque ir além. 75% das pessoas concordam com esse pensamento segundo um estudo realizado pela imFORZA, 75%. Todas essas pessoas nunca clicam em resultados que aparecem depois da primeira página.


Como pesquisar palavras-chave?


A pesquisa de palavras-chave é essencial para planejar os seus conteúdos. Por isso, reserve um tempo, pense no segmento do seu negócio e liste todas as palavras-chaves úteis que deixariam o usuário mais próximo da sua solução.


Depois de fazer isso, você pode buscar sugestões complementares em outros programas. Se você estiver ainda no começo e não investe em ferramentas específicas como SEMRush e MOZ, então você pode aproveitar algumas plataformas gratuitas.


A primeira é o Google Adwords, por ele, você digita uma palavra-chave original e ele sugere outras que se relacionam e que possuem mais pesquisas. Essa plataforma também oferece dados valiosos sobre tráfego que podem te ajudar no planejamento.


Outra ferramenta que funciona de forma muito semelhante é UberSuggest. Nesse caso, é só jogar a palavra original ou domínio de um site concorrente e você terá acesso a informações importantes, como volume de buscas, dificuldade de SEO, CPC (Custo por clique), faixa etária das pessoas que pesquisam, ideias de conteúdo e mais.


Ao analisar as palavras-chave deve-se levar em conta volume de busca, dificuldade de ranqueamento, intenção de compra e posição atual para a keyword.


O volume de buscas


O volume de buscas de palavras-chave é uma fator muito importante. Não adianta fazer um conteúdo otimizado para uma palavra que não é pesquisada pelos usuários. Por isso, se você quer aumentar o tráfego, aposte em palavras-chave que são mais procuradas.


Dificuldade de ranqueamento


Não adianta também escolher uma palavra que é muito procurada, mas que a dificuldade de ranquear é muito grande. Isso, porque o tempo que a otimização levará pode não valer a pena pelo nível de tráfego que será atraído.


Posição da palavra-chave


Se você trabalha com SEO e já tem um texto na segunda ou terceira página do Google, vale muito mais a pena você investir na otimização desse conteúdo do que começar um artigo novo. Assim, as suas chances de elevar as posições do seu conteúdo no Google aumentam muito.


Palavras-chave: head tail ou long tail?


As head tail são as palavras sementes, mais generalistas, por isso, geralmente são mais curtas e resumem todo o segmento do seu negócio. Assim, consequentemente, o volume de pesquisas por essa palavra é muito maior, por exemplo, se você vende vestidos, imagine o volume de buscas dessa palavra.


Parece uma excelente estratégia utilizá-la para SEO, não é? Errado!


Todos os seus concorrentes, blogs de moda e de dicas estão tentando ranquear com essa palavra, ou seja, o trabalho para conseguir ficar na primeira página será muito intenso e envolverá muito mais que pesquisa de palavras-chave, assim, nem sempre compensa.


Assim, existe uma outra alternativa, apostar nas long tail, essas são as palavras de longa causa, ou seja, muito mais específicas. Por exemplo, você pode tentar ranquear com “vestido vermelho de verão”. Menos pessoas estarão pesquisando essa palavra, contudo quem está buscando por esse tipo de conteúdo tem muito mais chance de comprar, pois a pessoa está decidida e sabe o que quer.


Além disso, é muito mais fácil subir de posições no Google e aumentar o tráfego orgânico da sua página. Esse conteúdo é feito para pessoas que estão mais avançadas no funil de vendas, por isso, tem mais chance de levar o produto.


Palavras-chave: Funil de vendas e público-alvo


Considerar o estágio de venda é essencial no planejamento de palavras-chave, pois as pessoas buscarão pelo mesmo segmento, mas de formas diferentes. Assim, você precisa estruturar conteúdos para cada fase de compra e mudar as palavras-chaves.


Mesmo que todas queiram saber sobre vestidos, você precisa se adequar a cada tipo fase do funil, por exemplo, para quem ainda está na fase de descobrimento, você pode criar dicas de verão em 2020, que é muito mais aberto, e introduzir os vestidos nessa lista.


É claro que para criar todas essas estratégias, você precisa conhecer muito bem o seu público-alvo, pois, como dito anteriormente, as palavras-chave representam exatamente o que ele vai buscar, ou seja, você precisa entender como ele pensa. Idade, sexo e localização também podem influenciar nessas pesquisas.


Palavras-chaves em anúncios pagos


No caso de anúncios pagos, você também precisa trabalhar com palavras-chave para atingir um público mais qualificado, por isso, é essencial escolher os melhores termos. É mais importante ainda, no caso de anúncios, prestar atenção no valor da palavra-chave.


Quando for fazer o anúncio no Google Adwords, você pode escolher pagar por clique (CPC, ou custo por clique), impressões (CPM, ou custo por mil impressões) ou conversão (CPA, ou custo por aquisição).


O Google sempre mostra o maior valor que a palavra-chave pode chegar. Por isso, é preciso agir estrategicamente, analisar se vale ou não a pena para sua empresa tentar ranquear com as palavras mais procuradas e mais caras ou se vale investir nas long tails.


Não existe uma fórmula mágica para conquistar as primeiras posições, mas existem excelentes práticas de SEO que você pode adotar. Por isso, aplique-as ao seu segmento e sempre considere os seus objetivos.

126 visualizações