5 erros comuns no Facebook Ads


Todo mundo sabe que o Facebook, hoje em dia, é uma das maiores plataformas digitais do mundo! Mas não é só uma plataforma de relacionamento, e sim também de publicidade, no qual milhares de empresas hoje utilizam em seu negócio para lucrar mais.


No entanto, diversas dessas empresas, ou melhor, pessoas, acabam tendo alguma frustração dentro da plataforma, pois investe uma quantia e não vê o retorno esperado das campanhas.


Saiba que, no começo, tudo bem você errar, errar e errar até aprender! Todo mundo passa por isso, eu mesmo aprendi a criar campanhas no Facebook colocando a mão na massa, testando vários e vários tipos de campanhas… Até chegar nos resultados que tenho hoje!


Como disse, todo mundo comete esses erros, mas hoje estou aqui para te alertar de alguns que você pode evitar, afinal, eu já cometi esses erros bobos.


Sem mais delongas, vamos para a lista dos 5 erros comuns em anúncios no Facebook!


1. Não perder tempo pesquisando sobre seu público


Imagine que você tem uma ÚNICA chance para acertar o seu anúncio. Em que você focaria para estudar? Bom, eu pelo menos concentraria muito esforço em pesquisar o meu público-alvo e ser o mais assertivo possível.


Os usuários do Facebook são diferentes uns dos outros. Enquanto o público do Google é um público mais quente, pois a briga ali é por palavras-chave, a busca no Facebook já é por comportamentos e interesses do seu público, o que permite também ser mais assertivo enquanto você seleciona o público correto.


Um exemplo disso é você ter um e-commerce de petshop, mostrar para o Facebook que você busca pessoas que tenham interesse em cachorros e ainda limitar o seu público, falando que você quer achar, dentro desse público de interesse, pessoas que tendem a comprar na internet. Sim, isso é possível!


Para facilitar a busca do seu público-alvo, você pode se basear nessas dicas abaixo:


- O que o seu público pesquisaria no Google?;

- Quais páginas seu público curtiria no Facebook?;

- Quais influencers ou celebridades ele seguiria?;

- Que tipo de matéria de blog ele gostaria de ler?;

- Quais são os seus concorrentes que ele compraria?;


Vale a pena você pesquisar bem o seu público através dos interesses, pois isso fará você excluir outros públicos no geral.


2. Ter pressa


Como qualquer tipo de publicidade e investimento, é normal você ficar ansioso em obter um resultado dentro de suas campanhas. Muitas vezes você vai esperar 1 dia e já vai começar a editar sua campanha, trocar público, legendas, fotos ou até mesmo pausa-las. E isso é um erro gravíssimo.


No início, é primordial que você colete o máximo de dados possíveis de suas campanhas. E recomendo que não tome nenhuma decisão de interromper uma campanha sem ela ter atingido 1.000 pessoas pelo menos.


Outro ponto negativo é que você acaba não permitindo que o Facebook aprenda sobre o seu negócio ao longo do tempo. Por isso, é importante também instalar o pixel do Facebook. O pixel do Facebook serve para rastrear informações com base de dados e desempenho, a fim de melhorar o direcionamento de anúncios.


Exemplo: se você tiver começando a fazer uma campanha agora, com o intuito de gerar uma conversão em “Adicionar carrinhos”, o Facebook não terá nenhum dado para se basear mas, ao longo dos eventos recebidos, ele vai entendendo o comportamento de compra do seu consumidor.


3. Não ter uma estratégia definida


Muitos aqui começam a investir em anúncios pagos, mas sempre acabam fazendo uma campanha com um intuito, e no outro dia, outra com outro intuito. Assim, você não tem uma estratégia definida para o seu negócio, podendo até fazer com que você perca mais dinheiro anunciando errado.


Falando em estratégia, estou com uma aula gratuita sobre “Como Criar As Primeiras Campanhas Para o Seu Negócio”, clique aqui e acesse.


4. Não explorar a criatividade em seus anúncios do Facebook Ads


Depois de descobrir quem é o seu público-alvo, chamar a atenção dele é um dos outros fatores que recomendo muito. Até porque rola uma briga ali dentro pelo seu anúncio, afinal, os anúncios são disputados por leilão, mas em uma outra matéria eu falo sobre isso.


Os dois fatores cruciais para você criar um anúncio de impacto estão na imagem e no texto. Porém, você pode criar algumas imagens ou textos diferentes e fazer alguns testes dentro do Facebook para ver qual tem mais impacto.


Vou dar mais alguns exemplos para você, acompanhe:


- Caso coloque um vídeo, explore muito bem a miniatura dele;

- Crie várias oportunidades de cliques em seus anúncios por meio de links e tags de produtos;

- Crie anúncios em formato de carrossel, assim você divulga mais fotos do seu produto, aumentando a taxa de cliques;

- Fundo ambientado tende a ter mais resultados, porém não deixe de testar com o fundo branco também;

- O Facebook possui um banco de dados de imagens bem legal que você pode usar em seus anúncios, fazendo, assim, com que você não use mais as imagens do Google;

- Explore muito os anúncios com vídeos no formato de storie - você irá notar que ele tende a ter muito mais alcance;


5. Não medir seus resultados


Todo mundo pede uma fórmula mágica para o Facebook entregar mais resultados à sua campanha, mas, para mim, um dos maiores segredos para ter um bom resultado dentro do Facebook é medir os seus resultados.


O Gerenciador de Anúncios permite que você faça vários tipos de análises. Se você clicar em Detalhamento, logo após em Por Veiculação, você verá algumas métricas essenciais para sua campanha ter performance.


As 5 métricas que eu mais gosto são:


- Idade e gênero;

- Região;

- Dispositivo de impressão;

- Plataforma; e

- Posicionamento.


Aqui, ele mostra até se sua campanha está tendo mais retorno por idade e gênero ou por posicionamento, e de forma muito bem explicada.


Fora isso, também temos algumas outras métricas relevantes ao seu negócio, um pouco mais avançada mas que você também pode fazer as suas análises.


Confira na imagem abaixo:




Imagem 1: Análises dentro do Gerenciador de Anúncios.





Imagem 2: Aqui você pode até personalizar as colunas de acordo com cada métrica que deseja ver.





A seguir, algumas sugestões de colunas que podem dar uma ideia melhor a respeito do desempenho do anúncio, além de outros itens que podem ser úteis para você:


- CTR: a taxa de cliques (em inglês, click-through rate) é a porcentagem de pessoas que clicaram no seu anúncio depois de visualizá-lo;

- Custo por clique: quanto você paga por cada clique no seu anúncio;

- Compras no site: o número de comprar motivadas pelo anúncio;

- Valor de conversão de finalização de compra no site: o valor total de compras realizadas que é atribuído ao anúncio;

- Frequência: quantas vezes, em média, cada pessoa que você está atingindo visualizou o anúncio - às vezes, você verá o desempenho do seu anúncio diminuir bastante, isso acontece porque o Facebook está mostrando o anúncio para as mesmas pessoas várias vezes;

- Alcance: quantas pessoas únicas (não repetidas) você atingiu;

- Pontuação de relevância: a relevância do seu anúncio para o público-alvo segmentado, com base nas primeiras 500 impressões - o que causa um grande impacto em seus custos;

- Orçamento: quanto dinheiro você alocou diariamente ou no total ao Conjunto de Anúncios;

- Custo por resultado: quanto custa para alcançar seu objetivo de campanha;

- CPM: quanto você paga por 1.000 impressões. Para acompanhar mais dicas, continue acompanhando o blog, inscreva-se no canal e siga as redes sociais! Canal do YouTube: https://www.youtube.com/channel/UCpcDy2Eiu6C5rGW1Qhu7i9Q/featured Instagram: https://www.instagram.com/dihsantanabr

Podcast: https://open.spotify.com/show/6LxezTFOP28VuyHysklb8

Leia também: Como diminuir os custos por resultados em anúncios de forma extraordinária A diferença entre impulsionar e criar anúncio patrocinado no Facebook Ads Domine o Facebook Ads e eleve o seu ROI

226 visualizações

© 2018 por E-Commerce Rocket

  • Black Facebook Icon
  • Preto Ícone Instagram

Aceleradora de E-Commerce